Turismo

Percursos pedestres

PR4 Cercanias da Freita

Características do percurso:
O PR4 "Cercanias da Freita" é um percurso pedestre de pequena rota, em circuito, por caminhos rurais e de montanha.

Distância a percorrer:
13 300 m - em circuito.

Nível de dificuldade:
Médio, requerendo alguma prática.

Desníveis:
Embora com um desnível acumulado de 840 metros este dissipa-se pela distancia não havendo descendestes e ascendentes muito longos. Exceptua-se a ascendente entre a Ameixeira e o estradão dos Viveiros que, para alem de algo longo, (cerca de 1000 metros), tem uma forte ascendente na sua parte final.

Tipo de caminho:
Caminhos rurais, tradicional e de montanha.

Descrição do percurso:
O PR4, percurso perdeste "Cercanias da Freita", inicia-se junto a capela de Stª Maria do Monte, rumando para sul, em direcção à Serra da Freita, através de um caminho que partindo da Capela percorre o limite poente daquele lugar. Acompanhando o vale profundo do curso superior do rio Urtigosa, por entre castanheiros, carvalhos, pinheiros e eucaliptos, chegamos à aldeia da Ameixeira, com construções típicas de montanha, com telhados de lousa, algumas porem em avançado estado de degradação.
Chegando ao topo da aldeia, atravessa-se a estrada de asfalto e por estreito carreiro atinge-se um estradão que se dirige para o lugar de Currais. Para se chegar aí, toma-se um caminho à direita, que sobe primeiro suavemente e depois de passar o ribeiro, de forma mais acentuada, até atingir um estradão tem-se uma imponente panorâmica sobre o vale de Arouca ao fundo e sobre a Serra de Montemuro ao longe. Toma-se esse estradão, a esquerda, até a antiga casa do guarda-florestal e parque de Merendas, envoltas no arvoredo cerrado e frondoso, do chamado "Viveiro da Granja", rumando de seguida para Chão de Espinho. Daqui até a granja é um pulo.
Depois de uns quinhentos metros de asfalto retomam-se os caminhos tradicionais e florestais. Volta-se atravessar um a estrada de asfalto e inicia-se a decida para o vale de Arouca, em direcção ao pequeno povoado de Povos.
O caminho até esse povoado inicialmente por, por mata de pinheiros, atravessa Soutos e manchas de Carvalho belas e aprazíveis, com sub bosque extraordinário de Azevinho e Loureiro. Este é um dos recantos mais belos do percurso.
Depois de Povos continua-se por um estradão agradável até a Forcada. Admire-se o núcleo mais antigo desta aldeia, encavalitado num esporão sobranceiro ao vale, solarengo, estratégico, belo. Daqui até Stª Maria do Monte o percurso faz-se por caminhos antigos de rara beleza, compôs em socalco, ribeiras... A aproximação à capela faz-se pelas ruas estreitos antigas e estreitas desse lugar acolhedor e de gente hospitaleira.

NFORMAÇÕES ÚTEIS:

Festas e Romarias:

Santa Eulália

  • Mártir S. Sabastião - Janeiro

  • Stº António - 13 de Junho

  • Festa do Senhor - Junho

  • Senhora do Monte- Abril ou Maio

  • S. Mamede - 17 de Agosto

Burgo

  • Festa do Senhor - último domingo de Julho

  • S. Furtuoso - Abril

  • Festa de Santo Aleixo - Julho

  • Senhor da Boa Morte - Setembro

  • Festa de S. Domingos

© 2024 Todos os direitos reservados

Desenvolvido por [+|-] Enérgica